O Portal do Aviador reúne sites e muito conteúdo relacionados à aviação. Notícias, anúncios e cobertura de eventos aeronauticos.

Experimental

O novo WAIEX, o experimental mais esportivo do Brasil

Compartilhe
, / 1036
DSC00291
Após o lançamento da 1º edição da revista AVIEX, foram inúmeros os convites para avaliações e ensaios de aeronaves que recebemos e o primeiro foi da Wings que representa no país toda a linha da Sonex Aircraft para voarmos o seu primeiro produto produzido em solo nacional, o WAIEX, que se trata de uma pequena aeronave de alto desempenho que se comporta como um mine caça o que pudemos confirmar após o vôo.

Ao chegarmos ao hangar da Wings, que tem suas instalações na antiga sala do CPT em Tatuí, fomos muito bem recebidos pelos senhores Jürgen e Sergio, sócios e fundadores da Wings, que na ocasião nos mostrou como funciona a linha de montagem das aeronaves, como vem os kits, peças, enfim tudo que é necessário para fabricar as aeronaves, o que poderá ser matéria em edições posteriores.

Após um brifing com o Eduardo (Fotografo) definimos as passagens que ficariam melhores para a exposição das fotos, e fomos para o hangar iniciar a seção de fotos no solo e ficamos atônitos com a beleza e o acabamento da aeronave que de imediato se destaca dos demais por seu esquema de pintura que foi desenhada pela Foster Design e sua aerodinâmica em forma de bala e gota e sua calda em Y.

DSC0230ssssssssO Eduardo inicia com as fotos enquanto o Jürgen me destaca alguns detalhes como o deslocamento da triquilha do centro para o lado do piloto, que devido o uso do motor Jabiru de seis cilindros que ocupa quase todo o espaço da carenagem se fez necessário este deslocamento no qual em nada interfere na manobralidade do avião. Na carenagem observa entradas de ar diferentes dos americanos no qual o Jürgen explica que devido as diferenças climáticas foi necessário um sistema de refrigeração para a linha de combustível,que devido as altas temperaturas formava-se bolhas de ar na linha de combustível prejudicando o bom funcionamento do motor,onde bastou apenas um fluxo de ar direcionado a um gás-cooled para normalizar a temperatura ideal do combustível.As demais entradas ( Duas nas laterais)são do sistema de refrigeração da cabine que é muito eficiente em vôo.

Muito já se ouviu falar da calda em V dos Bonanza com algumas criticas quanto ao pouso em baixa velocidade onde se torna ineficiente ao comando, detalhe que a Sonex levou em consideração ao desenvolver no Waiex uma calda em Y, onde abaixo do V há um pequeno leme de grande eficiência em manobras e em baixas velocidades. A aeronave que é totalmente metálica de pequena envergadura e corda generosa está equipada com um motor Jabiru 3300 seis cilindros e 120 Hps e uma hélice Sensenich bipá de madeira de grande passo 54’’ X 60”polegadas que ao acelerar sente-se a grande eficiência do conjunto GMP da maquininha. O painel é completo e conta com uma tela multifuncional da Stratomaster que mostra todos os parâmetros de vôo e motor.Os comandos são duplos com manches tipo SideStic com exceção do comando do freio e flaps que é por alavancas do lado do piloto.Bancos super anatômicos e confortáveis com um bom apoio para as pernas na região do femo o que e essencial para vôos longos e há espaço de sobra para as pernas dos pilotos mais altos,que no meu caso com 1,85 m foi mais do que confortável.O ingresso ao cocpit é um pouco dificultoso no principio,devido ter acesso somente por um lado,mas rapidamente se adapta a entrada.

DSC0181Após uma boa bateria de fotos em solo nos preparamos para o vôo no cacinha da Wings de carona com o Sergio que é sócio e o piloto de testes da empresa. Com já disse o ingresso no lado do passageiro é um pouco dificultoso para pilotos de primeira viagem,mas nada que seja impossível.Ao sentar-se no banco pode observar uma ampla área de visibilidade proporcionada pelo canopy transparente.Apertamos os cintos que é de quatro pontos o que nos inspira mais segurança,fechamos e travamos o canopy e aguardamos o Sergio da a partida no motor com um pouco de ansiedade por ser nosso primeiro trabalho deste tipo para a revista e foi avisado pelo Jürgen que o bichinho é bravo,mas me contive,a partida é rápida e o ronco do motor é forte e já que arrastar o avião,fomos para o taxi e pude observar a maciez do sistema de trem de pouso com total ausência de vibrações mesmo em pistas de terra,ao alinharmos na cabeceira,preparamos para decolar e full Power na maquina e observo o motor a mais de 2800 RPM e o Sergio solta os freios e somos socados com força no encosto do banco e continuo a olhar no RPM que sobe rapidamente e a 3200 RPM e em menos de 85 m já saímos do chão a mais de 100 km/h e subindo a mais de 1200 pes/m como uma flecha quase na vertical e após nivelarmos observo a velocidade de mais de 230 km/l e já com motor reduzido e aguardamos a subida do Eduardo em companhia do Miguel da Alfa que devido a problemas térmicos não pode subir a altura desejável,tivemos que voar o tempo todo a baixa altitude mas nada nos impediu de comprovar as performance da maquininha que são surpreendentes para o seu tamanho.Velocidade de cruzeiro de 273 Km/h a 8.000 Pes com uma VNE de 317 Km/h e resistência estrutural de +4.4 e -2.2 Gs na categoria Utility e +6.0 e -3.0 Gs na acrobática que são características de uma aeronave de maior porte. As respostas dos comandos são imediatas nas curvas, subidas e decidas e o Sergio explica que é devido a mine leme esta total obediência nas curvas de alta performance, fizemos todas as passagens para as fotos e o Eduardo nos da ok e foi para o pouso e o seguimos e foi conforme o Sergio disse, o pouso é lento e estável e muito suave sem aqueles socos brutos com a pista, taxiamos e encostamos-nos a frente ao hangar e que após este vôo podemos tirar algumas conclusões sobre a aeronave que em minha opinião é a mais esportiva e da categoria disponível no mercado nacional, sendo adequado para viagens, lazer e até acrobacias, ou seja, é uma aeronave para todos os desejos do proprietário alem de seu apelo visual que não a deixa passar por despercebido onde é que for e estiver.

O Waiex hoje custa a partir de R$ 150.000 montado e pintado podendo chegar a R$ 223.000 totalmente equipado e com o motor Jabiru 3300 como este em que voamos.

DSC0167Junto com o Waiex a Wings também comercializa o Sonex que é de calda convencional e o Xenos que é um motor planador com 14m de envergadura e calda também em Y e todos com desempenhos e características semelhantes como motorização que pode ser Jabiru de 80 e 120 Hps ou Aero Vee de 80 Hps com um ótimo custo beneficio (vide matéria nesta edição) e suas construções que são totalmente metálicas em alumino aeronáutico.

O interessado em ter uma maquina desta encontra na Wings o avião totalmente pronto para voar, em kit que vem já cortado a laser, perfurado e com um manual completo de montagem ou ainda em semi-kit, onde se pode adquirir partes já montadas como a fuselagem, asas, calda e depois concluir a montagem da aeronave seguindo o manual e contando com a acessória técnica da Wings, que presta todo o serviço de manutenção tanto da aeronave quanto da motorização. Manutenção que é muito facilitada devido os padrões de qualidade da Sonex Aircraft,onde qualquer peça pode ser substituída por outra que vem perfeitamente igual sem necessidades de fazer nenhum tipo de ajuste,que as vezes é só repassar os furos dos arrebites,metodologia que aos poucos vem sendo empregado na aviação experimental brasileira.

Deixaremos para a conclusão de cada um que voar nesta aeronave a questão de gostei e não gostei usados em muitas revistas de aviação, pois ainda não sou um perito aéreo e um sábio aviador me disse que se conhece se um avião é bom ou ruim após muitos e muitos vôos e que às vezes é bom para mim e ruim para outros ou vice-versa, pois cada um se adapta ao ambiente em que vive neste caso que voa.

Sugerimos a Wings a instalação de um pára-quedas, o que elevaria a aeronave top também no quesito de segurança no caso de uma pane do motor.

Estaremos sempre acompanhando a evolução da Wings e seus produtos e mostrando aos nossos leitores, sempre em 1º mão estas fantásticas maquininhas de voar visto que esta em montagem o Sonex que será equipado com um motor Aero Vee. Aguardem e ótimos vôos.

DSC0024

Fotos de Eduardo Montello
Use o formulário abaixo caso tenha interesse em mais informações sobre essa aeronave:

Seu nome (obrigatório)

Seu e-mail (obrigatório)

Sua mensagem