O Portal do Aviador reúne sites e muito conteúdo relacionados à aviação. Notícias, anúncios e cobertura de eventos aeronauticos.

Aviação Geral

CEA-311 estreia com novo recorde

Desenvolvido dentro da UFMG pelo engenheiro e professor Paulo Iscold, aeronave atinge 210 nós em seu primeiro voo no Brasil
Compartilhe
, / 862
CEA-311

CEA-311 | Foto: Raphael Brescia

Enfim ele decolou! Com nome inspirado no grande tubarão branco, o elegante CEA-311 Anequim levantou voo no aeroporto de Divinópolis (MG). Projetado especificamente para quebrar recordes de velocidade, a aeronave foi desenhada e construída pelo engenheiro e professor Paulo Iscold e uma equipe de estudantes da Universidade Federal de Minas Gerais, em Belo Horizonte. Movido por um motor Lycoming, de quatro cilindros, modificado pela Sky Dynamics, o grande debut durou cerca de 20 minutos, alcançando a velocidade máxima de 210 nós. Segundo Iscold, o próximo passo de sua equipe será conquistar, definitivamente, o status de avião de quatro cilindros mais rápido do mundo. Para tal feito, porém, a aeronave terá que cruzar o céu a 260 nós.
CEA-311-2

CEA-311 | Foto: Raphael Brescia

As características do CEA-311 são semelhantes ao CAE-308, também desenvolvido por Iscold e seus alunos – notório por quebrar nada menos que quatro recordes mundiais em dezembro de 2010, incluindo a velocidade mais rápida para um avião com peso inferior a £ 660. Na ocasião, o CEA-308 foi cronometrado em uma velocidade média de 194 nós, num curso de 3 km. Os registros foram recentemente ratificados pela FAI (Federação Internacional de Aerodesporto), na categoria de aeronaves com motor a pistão, hélice e peso de decolagem total de até 300 kg para as seguintes conquistas: Tempo para subir até 3.000 metros: 8 minutos e 15 segundos Velocidade em curso de 15 quilômetros: 329,1 km/h Velocidade em 100 quilômetros de curso fechado: 326,8 km/h Velocidade em curso de 3 km: 360,13 km/h Tudo começou quando Iscold lançou a ideia de construir uma aeronave para melhorar o processo de aprendizagem de seus alunos, como parte de um trabalho acadêmico do curso de engenharia aeronáutica. Após muitos anos de preparação e testes, a aeronave, com o capitão Gunar Armin Halboth no leme, decolou do Aeroporto de Juiz de Fora (MG) – local escolhido por seu simbolismo, já que o pioneiro da aviação, Santos Dumont, teria nascido em uma fazenda nos arredores.