O Portal do Aviador reúne sites e muito conteúdo relacionados à aviação. Notícias, anúncios e cobertura de eventos aeronauticos.

Aviação Geral Aviadores Ilustres Cultura Aeronáutica Notícias

Blogueiro historiador questiona foto de Amelia Earhart

Compartilhe
, / 146
O Japonês, identificado em uma matéria do jornal "The Guardian" como sendo Kota Yamano, blogueiro de história militar, postou evidências que a foto que foi a protagonista no programa que foi ao ar no dia 9 de julho pelo canal History Channel, "Amelia Earhart: The Lost Evidence" está em um diário de viagens japonês, que teria sido publicado em 1935, portanto dois anos antes da foto mostrada no documentário.
 

 
Existem diversas versões para o que pode ter sido o final da vida de Amelia Earhart, uns acreditam que ela possa realmente ter sido feita prisioneira pelos japoneses mas que não estaria tranquila no porto como aparece na foto, após ter sido capturada, teoricamente como espiã, em época pré Segunda Guerra Mundial.  Os japoneses foram reportados por soldados americanos como muito severos com pessoas que poderiam causar ameaças, como espiões.
 
Moradores das Ilhas Marshall afirmam que os dois sobreviveram ao pouso de emergência antes de serem capturados pelos japoneses, teoria que os documentaristas do History Channel consideraram. Outros, como o blogueiro acreditam que eles não foram aprisionados pelos japoneses.
 
Alguns acreditam na hipótese de que o avião teria feito um pouso forçado na ilha hoje conhecida como Nikumaroro e ambos teriam permanecido ali até o final de suas vidas.
 
Leia o post completo em japonês no blogger, basta usar o tradutor do google: https://goo.gl/X57UbW
 
No último dia 5 de julho, quando agências de notícia tiveram acesso à informação que essa foto seria a "evidência perdida" que deu nome ao documentário, alguns jornalistas começaram a pesquisar e entrevistar pessoas relacionadas ao tema.  Uma jornalista do Instituto Smithsonian enviou mensagem no twitter do mesmo blogueiro que aparece com o nome "baron_yamaneko", veja as mensagens: https://goo.gl/SdC2Rg.
 
Nos próximos dias mais reportagens serão produzidas sobre esse assunto e buscaremos atualizar nossos leitores com as novas informações.