O Portal do Aviador reúne sites e muito conteúdo relacionados à aviação. Notícias, anúncios e cobertura de eventos aeronauticos.

Aeronaves históricas, o British Aerospace 125
, / 1062

Aeronaves históricas, o British Aerospace 125

Compartilhe

Um dos primeiros jatos executivos civis do mundo, o de Havilland D.H. 125 voou pela primeira vez em 13 de agosto de 1962, com o primeiro exemplar de produção voando no ano seguinte. Logo depois, a RAF comprou vinte aparelhos, que foram batizados de Dominie.

O BAe 125 oferecia boa capacidade, autonomia considerável e alta velocidade. Em março de 1971, a RAF comprou quatro exemplares designados 125 CC.Mk 1, para funções de comunicação e transporte de pessoal. Esses aviões levavam turbojatos Rolls-Royce Viper 301, de 1360 kg de empuxo estático. Todos serviram com o Esquadrão 32, com base em Northolt, Londres.

Um dos protótipos em exposição em 1962 no Farnborough Air Show

Um dos protótipos em exposição em 1962 no Farnborough Air Show

Nos últimos tempos a RAF comprou mais oito aparelhos. Destes, dois eram 125 CC.Mk 2, com fuselagem alongada e turbojatos Viper 601-22 de 1 700 kg de empuxo estático, e seis são 125 CC.Mk 3, com turbofans Garrett TFE731 de 1 678 kg de empuxo. Para ter mais elementos em comum e por economia, a RAF reequipou seus seis 125 mais antigos com motores TFE731.

O projeto do 125 era semelhante ao de outros jatos executivos, com os estabilizadores instalados a meia altura na deriva, para manter as superfícies de comando fora da saída dos jatos. Os motores ficam em cabides, um de cada lado da parte traseira da fuselagem, aumentando a capacidade de sustentação das asas. A cabine é espaçosa e pode prover vários graus de conforto, desde os assentos do padrão linha comercial até o tratamento VIP sofisticado.

Os BAe 125 também atuaram na Argentina, no Brasil, na República da Irlanda, no Malawi, na Malaísia e na África do Sul. De todos esses países, o maior usuário foi o Brasil, cujo Grupo de Transporte Especial possuia oito aparelhos para funções VIP denominados na FAB de VU-93 Dominie.

Especificação British Aerospace 125 CC.Mk 3
Origem Grã-Bretanha
Tipo Avião de comunicações e transporte VIP
Motores Dois turbofan Garrett TFE731-3-1 (empuxo: 1 678 kg).
Desempenho Velocidade máxima de cruzeiro 808 km/h; velocidade econômica de cruzeiro 723 km/h a 12 000 m; teto de serviço 12 500 m; autonomia com carga máxima e tolerância para decolagem, taxiamento, pouso e 45 min de reserva: 4 482 km
Peso Vazio 5 826 kg; máximo na decolagem 11 566 kg; máximo no pouso 9 979kg
Dimensões Envergadura 14,33 m; comprimento 15,46 m; altura 5,36 m; área das asas 32,8 m2