O Portal do Aviador reúne sites e muito conteúdo relacionados à aviação. Notícias, anúncios e cobertura de eventos aeronauticos.

Cultura Aeronáutica

Leilão da Vasp preserva história e fecha com 17 aeronaves vendidas

Evento é comemorado pela comunidade aeronáutica. Valor arrecadado, de R$ 1,9 milhão, pagará credores e ex-funcionários da companhia
Compartilhe
, / 1613
Atualizado em 03/10/2013
As 448 toneladas de peças do desmonte de 17 aviões da Vasp, leiloadas pela internet entre 20 e 30 de setembro, tiveram fechamento nesta segunda-feira, em pregão realizado na Casa de Portugal, em São Paulo. Os lances superaram as metas iniciais, somando 1,9 milhões para o Conselho Nacional Justiça de São Paulo, que destinará o montante para quitar dívidas da companhia.
 
A ação é parte do programa “Espaço Livre – Aeroportos”, a fim de remover dos aeroportos a sucata de aviões pertencentes a empresas aéreas que faliram nos últimos anos e ainda ocupam espaço nos terminais nacionais.

Foto: Cesar Marques

A redação do Portal do Aviador marcou presença no evento e pôde acompanhar todas as 17 aeronaves (16 Boeing 737-200 e um Airbus A300) sendo vendidas. Ao contrário do que temia a comunidade aeronáutica, muitos aviões serão preservados por inteiro, deixando os pátios dos aeroportos para pousar de vez na memória da aviação brasileira. 

 
O lote mais disputado e mais caro, o Airbus 300, fechado em R$556mil, deixará o Aeroporto de Guarulhos, sua casa desde 2005, enquanto o Boeing prefixo PP-SPG, que teve o menor valor de venda (R$20.700,00), se despede do aeroporto de Manaus.  
 
De todos os aviões, apenas dois foram vendidos para empresas envolvidas na comercialização e reciclagem de metais. Um empresário de Curitiba, assim como outros dois compradores, acabaram arrematando, sozinhos, três aeronaves inteiras. Segundo o Conselho Nacional Justiça, os proprietários deverão retirar suas aeronaves no prazo de 30 dias. 
 
A valor total arrecadado foi de R$ 1,9 milhão. Acompanhe todos os valores do fechamento, publicados no site oficial do leilão.

SITE DO LEILÃO

Boeing 737-200, arrematado por R$133 mi e preservado como memória da Vasp. Foto: Cesar Marques

Apaixonado pela aviação, comandante guarda memória da VASP


De todo o processo de execução da massa falida da Vasp, a história que mais chamou a atenção da comunidade aeronáutica foi protagonizado por um ex-comandante e piloto executivo, que arrematou um cargueiro Boeing 737-200 por R$133 mil. O comandante, que não quis se identificar, transportou sua aeronave em duas carrocerias de caminhão, do aeroporto de Congonhas até a cidade de Araraquara (SP).
 
O cortejo do cargueiro foi alvo de atenções de quem passava pelo trajeto, envolvendo a zona sul da capital, as rodovias Bandeirantes e Washington Luiz, em plena madrugada. Apesar de uma chuva imprevista, o 737-200 chegou intacto ao seu destino – uma área rural de propriedade do comandante, com 13.000 metros quadrados. O objetivo é utilizar o avião como centro de eventos. 
 
“Haverá estacionamento ao redor, playground, salas temáticas e vários salões para festas. O avião será o centro das atenções para visitação”, explicou ele, que também pretende manter o projeto no anonimato até o anúncio de sua inauguração. 
Justiça Federal leiloa aviões da Transbrasil em Brasília
 

Três aeronaves da Boeing modelo 767-200, classificadas como não-aeronavegáveis, poderão ser compradas em leilão que acontece entre 11 e 22 de outubro. Como parte do Programa Espaço Livre, conduzido pela Corregedoria Nacional de Justiça, o pregão tem como finalidade remover todos os 53 aviões, de grande porte, parados no Aeroporto Internacional de Brasília. 

Os jatos 767-200 foram avaliados em R$ 100 mil e poderão ser adquiridos por inteiro, a partir do lance inicial de R$ 42 mil, ou por sucata, a R$ 1,75 por quilo. O valor não inclui desmanche e retirada das aeronaves do aeroporto, ficando por conta dos compradores.

Colaboração do Portal do Aviador durante o período do leilão: