O Portal do Aviador reúne sites e muito conteúdo relacionados à aviação. Notícias, anúncios e cobertura de eventos aeronauticos.

Aviação Militar

Ministério da Defesa investe U$ 2 bi no desenvolvimento do KC-390 da Embraer

Em programa para FAB, cargueiro da Embraer está prestes a pousar na história como coqueluche da indústria militar
Compartilhe
, / 854
kc-390Pedro Rosas / Portal do Aviador
Mais alto, mais rápido, mais cheio, mais barato. O Ministério da Defesa do Brasil está investindo US$ 2 bilhões no desenvolvimento do KC-390, o maior cargueiro da América Latina, marcando a entrada da Embraer no rol dos gigantes da indústria militar. 
 
O acordo é parte da campanha do país para decolar num segmento no qual seus concorrentes tropeçam mundo afora, a começar pelos programas lançados recentemente por seus amigos de bloco (BRIC), como Rússia, Índia e China. 
 
Destinado a transporte de tropas, materiais e reabastecimento em voo, a Força Aérea Brasileira (FAB) deverá ficar com 28 unidades do modelo, que tem estreia aguardada para o fim de 2014. “O programa de desenvolvimento da aeronave avança conforme o planejado”, reforçou a Embraer em comunicado.
 

Com um corpo grande o suficiente para transportar um helicóptero Blackhawk, o KC-390 surge como competidor direto do afamado “Hércules”, da Lockheed Martin. A fabricante brasileira, no entanto, aposta superá-lo em várias frentes – ao usar motores a jato no lugar das robustas turboélices que alimentam o xodó da Lockheed desde os anos 1950.

Cargueiro terá peças da Argentina e República Tcheca

Em nota oficial, através de sua assessoria, a Embraer anunciou que a Aero Vodochody, maior fabricante aeroespacial da República Tcheca, e a empresa argentina “FAdeA”, se juntarão ao programa de desenvolvimento do KC-390, fornecendo componentes para o protótipo.
 
Enquanto a argentina ficará com os spoilers (superfícies móveis de controle de sustentação na asa) e portas do trem de pouso, a Vodochody fornecerá a fuselagem traseira, portas para paraquedistas e tripulação, porta de emergência, escotilhas, rampa de carga e bordo de ataque fixo para o novo cargueiro.
 
Cifras e entregas

A Embraer ainda não informou o preço do KC-390, mas revelou sua intenção de morder um terço do mercado global de cargueiros, com 700 unidades em 15 anos, numa receita total de US$ 18 bilhões para a fabricante. A República Tcheca divulgou plano de adquirir duas unidades, enquanto a Argentina mostrou interesse em seis aviões. Venezuela e Japão são outros pretendentes. O KC-390 já tem intenções de compra de mais de 50 unidades.

 

Video relacionado a matéria: