O Portal do Aviador reúne sites e muito conteúdo relacionados à aviação. Notícias, anúncios e cobertura de eventos aeronauticos.

Cultura Aeronáutica Experimental Imagens Vídeos

Solar impulse 2 chega na Califórnia na noite do dia 23 de abril

Compartilhe
, / 1225

O avião experimental Solar Impulse 2 pousou na Califórnia na noite de sábado, 23 de abril de 2016, completando um vôo de três dias através do Oceano Pacífico, sendo esta a nona etapa de um total de 13, como parte de sua jornada histórica ao redor do mundo .

 

solar_afp-6740586

Solar Impulse 2

 

O avião que é apenas movido a energia solar decolou do aeroporto Kalaeloa no Havaí na quinta-feira (21/04/16) e tocou o solo em Moffett Airfield , em Mountain View , Califórnia, pouco antes da meia-noite. O avião voou a uma velocidade média de cerca de 40 milhas por hora (ou 65 quilômetros por hora) , de acordo com o seu relatório de vôo. Antes do pouso, o piloto Bertrand Piccard realizou um sobrevôo da Ponte Golden Gate.

 

Solar Impulse 2 e a Ponte Golden Gate, San Francisco

“O Pacífico ficou para trás, meu amigo. Eu amei, mas está feito”, disse o suíço Bertrand Piccard, piloto do avião experimental e médico, 58 anos, antes de pousar no aeroporto californiano Moffett Airfield, ao sudeste de San Francisco. “É ótimo estar na Califórnia, a terra dos pioneiros”, declarou ao desembarcar, depois de ser recepcionado pelo cofundador do Google e defensor das energias alternativas, Sergey Brin.

Ainda, segundo Bertrand, em 10 anos, os aviões elétricos poderão transportar até 50 pessoas. Piccard e seu sócio, o também suíço André Borschberg, de 63 anos, iniciaram a volta ao mundo em 9 de março de 2015, quando o Solar Impulse 2 decolou dos Emirados Árabes Unidos. Como a aeronave não suporta mais que um piloto, eles adotaram um sistema de rodízio nas etapas. A próxima, atravessar os Estados Unidos e chegar a Nova York, será comandada por Borschberg.

O objetivo da missão

O objetivo da missão é demonstrar que é possível voar com energias alternativas ao combustível de origem fóssil, com uma aeronave alimentada por 17.000 células fotovoltaicas. As asas são mais longas que as de um Jumbo. A envergadura é de 72 metros e o peso de 2,3 toneladas, o equivalente a um carro com grande capacidade. A etapa mais difícil foi a de julho do ano passado, quando o avião viajou, em cinco dias e cinco noites, a distância entre a cidade japonesa de Nagoya e o Havaí, 8.900 km no total. O avião teve que pousar no arquipélago porque as baterias sofreram superaquecimento.

A travessia do Pacífico era a mais perigosa para o Solar Impulse 2, com as longas distâncias a percorrer e a falta de alternativas para pouso em caso de emergência. A expectativa agora é que o avião solar prossiga até Nova Iorque, de onde seguirá para a Europa, para o norte de África e, finalmente, para Abu Dhabi, nos Emirados Árabes, onde começou a viagem, em março de 2015.

Algumas imagens do Solar Impulse 2

solar-impulse-2-2

CgxXmPsWsAA3aPG

CgxOPgsWMAAB-7o

Cgxg7s7WIAAaXzf

CgvMLt1WgAAU9ak

Cgu42NhWgAA__Ev

Cgu4Bo0UgAAqQeI

Postado por: Daniel Popinga – Portaldoaviador.com